Tudo que você precisa

Afinal religião é importante ou não?

Eu não vou enrolar, vou começar esse post logo com uma resposta: sim eu acredito que religião é importante sim, nasci e fui criada dentro da mesma religião, mas sim, eu também sei reconhecer que tudo isso são valores pessoais, e pra mim não existe religião certa ou errada, afinal, quem sou eu pra julgar.

Esse lance de igreja, de pertencimento e normas, é muito pessoal, vem dos seus hábitos culturais, e eu defendo muito que não há cultura maior ou melhor do que outra, cada uma vem de um referencial diferente e não podem ser comparadas. Eu não posso dizer que a cultura brasileira é melhor do que a africana, ou vice e versa, porque elas não se baseiam nos mesmos pontos, elas surgiram sob circunstâncias completamente diferentes, e é esse processo, muitas vezes longo, que determina o que é ou deixa de ser.

Ao longo de meus estudos um ponto que sempre destaca minha atenção é a questão do relativismo cultural, que basicamente é isso que já expliquei, não podemos dar juízo de melhor ou pior a culturas porque simplesmente eles partem de referenciais de verdade diferentes.

Difícil de entender?

Vou trazer para o contexto da religião: um jovem nasce no interior da paraíba, onde a cada sítio há uma novena todas as noites, com a reza do terço e as imagens de Maria, ele cresceu vendo sua mãe orar de joelhos para que a Santa Mãe protegesse seus filhos, com fé em promessas e milagres. Por outro lado, um jovem nasce no Japão, assoberbado de tecnologias, com rituais completamente diferentes. “A religião local Xintoísmo continuou como parte da vida das pessoas desde os tempos mais antigos até a organização do Estado nos tempos modernos.”

Eu tenho como dizer que uma religião é mais certa do que a outra? Eles apenas vivem em contextos diferentes e isso vai influenciar em toda a sua construção de valores, inclusive na religião.

Eu sou católica, fui criada assim e vou morrer assim, é a minha fé. Não quer dizer que a minha seja melhor do que a sua, ou que a sua esteja errada, independente de qual forma, eu lhe devo respeito, e vice e versa.

Acho engraçado porque muita gente estranha quando eu digo que sou praticante de alguma religião, como se alguém com esse jeito meio doido e descontraído não conseguisse se encaixar nas normas tradicionais.

Pois bem, vou à Santa Missa todos os domingos, oro todos os dias ao acordar e ao dormir, creio na Virgem Maria, nos Anjos e Santos. E mais do que isso tudo, adoro o Deus que é onipresente na minha vida, que cuida de mim e me criou para seguir Seus sonhos em toda a minha vida, um Deus que é capaz de se fazer carne e morrer por mim.

Se você não acredita em religiões, esse é um valor seu e eu também não posso te julgar, como não gostaria que você me julgasse. O que podemos, ou melhor, o que devemos, é seguir um principio básico: o amor. Ame a teu próximo como a te mesmo, isso resume a filosofia de 90% das religiões.

Se eu acho religião importante pra quem crê em Deus? Acho sim. Aos meus olhos é importante cultivar hábitos e participar de rituais dentro da sua fé, fortalecendo seus laços com Deus e dando muitos ensinamentos.

Agora mesmo, é domingo, 09 horas da manhã. Já acordei, tomei meu café, me vesti, e assisti participei de uma linda missa. Afinal, domingo sem missa, semana sem graça.

assinatura

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s