Pessoal/Motivacional

A assassina em mim…

OgAAAD7Np5rcAyRW2ggsJLgXKN1NduDTGVaS6d1zvnqhRrq7spkHwJot2wA-IecugKC9-cOsgHKS9sLapvIQAdN4a-YAm1T1UE004L6BcGVH3Ji_k2iOa-LCnKLM

O primeiro passo para vencer e ter um crescimento espiritual é reconhecer nossas ansiedades e saber lidar com nossos medos.

Muitas vezes traumas passados, ainda que quase indecifráveis, geram em nós o que a psicologia chama de “janela killer”.

Ela está sempre a espera de fatos do cotidiano que a despertem, e assim toda a a nossa estabilidade emocional vai por água abaixo.

“Todas as vezes que perdemos o controle de nossas reações somos vítimas ( da janela killer ), agimos por instinto e não como homo sapiens. Sábio é quem tem coragem de identificar suas loucuras e procura superá-las. Não esconde sua irracionalidade, trata-a. Muitos impulsivos ferem durante a vida toda seus íntimos porque nunca assumiram sua ansiedade. Somos ótimos para nos esconder.” ( Cury, p 52)

Todos os seres humanos possuem chaves para traumas desta forma, experiências do passado que nos marcaram e nos deixam ansiosos em relação a certos aspectos do futuro.

Ser derrotado, abatido, a desconfiança, a insegurança, situações que se desenrolem para qualquer um desses fins é na maioria dos casos o maior despertar para ativar uma janela killer.

Quem tem medo de falar em público por exemplo, ao entrar na sua janela killer vai travar, dar branco, sofrer um bloqueio.

Quem tem medo da independência por exemplo, ao entrar na sua janela killer vai se auto-sabotar, desistir antes de começar, porque pra ela o fim só pode ser o mesmo: um desastre.

E por aí vai.

Muitas vezes a vida nos trás derrotas, pequenas batalhas em que saímos por baixo, e isso ativa a nossa janela killer, seja algo trivial da rotina como uma fobia, ou um grande temor psicológico.

Quando você se deixar abater não esqueça que você tem dois caminhos a seguir. Ou suas perdas o constroem ou o destroem.

Assuma seus medos, principalmente para si mesmo, saiba transformar as baixas em impulso para seguir em frente. Só quando você souber lidar com suas próprias falhas que descobrirá a forma correta de fechar de vez sua janela killer.

Claro que isso não significa se acomodar no medo, você deve compreende-lo para supera-lo, não para fazer moradia. Permita que suas perdas o construam. Enfrente sua prisão interior.

Não tenha medo de errar, tenha medo de não tentar. Supere-se.

Muitos medos nos atordoam ao longo da vida, eles vêm e vão, isso é normal do cotidiano e de nossa maturação. A janela killer se estabelece e é diferente, não é facilmente apagada, é um medo que trazemos sempre conosco, ainda que em nosso inconsciente, e assim só pode ser transformada com a sobreposição de novas experiências.

Minha janela killer? Minha maior fobia é não ter a confiança dos que amo, traumas internos me deram essa insegurança, e sempre que acontece alguma situação que aponta para isto, como uma discussão em casa com os pais por exemplo, automaticamente minha janela killer é ativada, e viro uma bebê imatura e deprimida. Fico sem chão. Me sinto derrotada, um desastre emocional. Sufocada, pois tudo perde o sentido. Fico presa naquela visão tendenciosa dos fatos e luto pra poder conseguir sair.

“Não dava para exigir grandes atitudes de um colecionador de perdas.”

Mas devemos ter coragem!

Se conformar é fácil, mas devemos ter em mente que a vitória sempre chega para quem luta. Na hora certa!

“Você tem tomado as decisões que julga necessárias?”

“Você tem encontrado grandeza na sua pequenez?”

Não dependa do retorno dos outros para seguir seu caminho! O principal passo é ser fiel a si mesmo, aos desejos particulares da sua consciência.

Seja considerado um perdedor mas tenha sonhos vivos e nunca desista de lutar por eles, que aí a verdadeira vitória chegará!

“Quando lhe pediam silêncio, gritou mais alto.”

“O destino não está programado nem é inevitável. O destino é uma questão de escolha.”

Advertisements

One thought on “A assassina em mim…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s