Pessoal/Motivacional

O fundamental é o dedo na garganta

46130_467625059953951_1287203237_n

Criar depende do momento decisivo de colocar pra fora todo seu desastre interior em forma de verdade. E dói. Algumas vezes se encontrar com seu verdadeiro eu é uma das coisas que mais maltrata. Principalmente quando você desperta para o fato de que sua alma não se encontra mais viva na sua rotina, nas suas escolhas e caminhos.

E criar pode ser arte, escrever, desenhar, fotografar, dançar, ou viver, criar uma história, um amor, um laço. Vivenciar o sabor da vida é estar sempre criando e recriando.

Desse processo todo às vezes sai algo de bom, de luz, às vezes não. Mas o que importa é tentar, se espremer em palavras e voar. Se espremer em lágrimas e sentir o que estava guardado.

Definitivamente é essencial se virar ao avesso de vez em quando, pra lavar a alma com cores novas e bater um papo com si mesmo.

Desliga o teu sorriso do automático e vai lidar com tuas dores!

“Olha, sabe duma coisa que eu aprendi? O segredo do belo está aqui, oh. Na sua cuca, no seu olho que realmente vê, dentro de você. Se você souber olhar as coisas dum jeito mágico, tudo fica mais bonito.” ( Caio Fernando Abreu )

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s